As Drag Queen mais babadeiras de São Paulo e entrevista com a Drag Ivana Boldii


Tem vídeo novo produzido totalmente aqui por nosso blog, e o tema que escolhemos pra aboardar foi, Drag Queen!!!

Drag queens ou Drag kings são personagens criados por artistas performáticos que se travestem, fantasiando-se cômica ou exageradamente com o intuito geralmente profissional artístico. No mais das vezes, apresentam-se em boates e bares LGBT, embora haja drags que façam eventos para público misto e heterossexuais, como animação em festas de casamento, debutantes, formaturas etc. Muitas fazem também correio elegante ou correio animado, levando mensagens de amor ou felicitações com performances características. Chama-se drag queen a pessoa que se veste com roupas exageradas femininas estilizadas, e drag king a pessoa que se veste como homem. A transformação em drag queen (ou king) geralmente envolve, por parte do artista, a criação de um personagem caracteristicamente cômico e/ou exagerado, que por trás carrega um discurso critico-politico-transformador.

Tanto drag queens como drag kings podem ter qualquer gênero e orientação sexual, e sê-lo não é indicativo de se ser homossexual, bissexual ou heterossexual.

Os filmes Priscilla a Rainha do Deserto e Para Wong Foo, Obrigado por Tudo! popularizaram esse estilo. Nos Estados Unidos e Austrália, apresentadores de televisão como RuPaul são nacionalmente conhecidos. Uma das maiores artistas no sinônimo drag mais conhecido no mundo no início do século passado está no estilo e Referencia de Carmen Miranda.

Algumas drag queens ficam tão conhecidas que viram semicelebridades cuja presença é constante em programas de televisão e eventos sociais.

Fomos atrás de alguém que entenda melhor o tema e fizemos uma pequena entrevista com a Drag Ivana Boldi, muito simpática e revelou vários segredos sobre o mundo Drag. Assista ao vídeo logo abaixo:


Saiba quem são as Drags mais babadeiras de São Paulo:



https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/

Salete Campari


Francisco de Sales Rodrigues (46 anos Araruna, 23 de Maio de 1969) mais conhecido como Salete Campari, é uma drag queen brasileira. Já participou de vários programas de televisão e tornou-se uma drag famosa trabalhando como hostess na noite paulistana. Formado em Matemática, chegou a lecionar por um período.

Com 20 anos de carreira, ficou famosa por suas performances interpretando Marilyn Monroe, Elis Regina e Carmem Miranda. Em 2005, teve sua vida retratada no livro Salete Campari: uma drag queen e, no ano seguinte, emprestou seu nome a um perfume. Salete participou do filme Carandiru e também de inúmeras peças de teatro, além de eventos como o Mercado Mundo Mix. Gravou um curta-metragem intitulado "Salete"; com 22 minutos de duração, o filme contou sua história na noite paulistana e foi finalista no Festival Mix Brasil. Está em cartaz com a peça Rosas Brancas para Salomé, espetáculo biográfico de uma das pioneiras do transformismo no Brasil.

Militante da causa gay, candidatou-se a uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo pelo PDT. Em 2008 candidatou-se a vereador na cidade de São Paulo. Nas eleições de 2010 obteve 5.402 votos para deputado estadual, o que não foi entretanto suficiente para assumir uma cadeira na câmara estadual.

https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfa1/v/t1.0-9/

Silvetty Montilla

Silvio Cássio Bernardo (São Paulo, 10 de julho de 1967), mais conhecida como Silvetty Montilla, é uma drag queen, Atriz, humorista, cantora, apresentadora, repórter e bailarina brasileira, considerada uma das maiores artistas da noite LGBT brasileira. Ao longo dos 28 anos de carreira, Montilla participou de diversas peças teatrais, além de se apresentar assiduamente nas principais boates gays de São Paulo e de fazer participações em programas de televisão, como o TV Fama, Eliana e o humorístico Toma Lá, Dá Cá. Recentemente (2013 e 2014), esteve fixa no elenco do grupo de comédia TERÇA INSANA, durante aproximadamente um ano e meio, fazendo diversos shows Brasil a fora. Nos dias de hoje, se dedica cada vez mais ao teatro e aos clubes de comédia, pretendendo lançar ainda este ano (2015) uma peça de stand-up própria. Ela também está a frente do reality show Academia de Drags via Youtube


https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash2/v/t1.0-9/

Léo Áquilla

Leonora "Léo" Áquilla, (Teófilo Otoni, 6 de setembro de 1970), é uma repórter, apresentadora e cantora brasileira. Jornalista multimídia, já fez trabalhos em rádio (Metropolitana FM), teatro, cinema e televisão (Rede TV! e Record).

Foi ainda candidata a deputada estadual em tres eleições (2006, 2010 e 2014), embora não tenha conseguido número suficiente de votos para se eleger ao cargo.

omo artista, tornou-se inicialmente conhecida por suas performances em boates LGBTs e por suas aparições polêmicas na televisão. Recentemente, retomou sua agenda artística realizando shows em várias cidades do país, ausentando-se assim do programa humorístico Chupim, da Rádio Metropolitana FM 98,5 de São Paulo, o qual co-apresentava.

Como jornalista, tem trilhado carreira como repórter de vários programas, entre eles Noite Afora, apresentado por Monique Evans, e Bom Dia Mulher, capitaneado por Olga Bongiovanni (ambos da RedeTV!).[3] É repórter do Balanço Geral (Rede Record), de Geraldo Luís. Em 2012, fez parte do elenco da quinta edição do reality show A Fazenda, da Rede Record, e conquistou o terceiro lugar da competição, além de um carro zero quilômetro.

https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/

Dimmy Kieer

Dicesar Ferreira dos Santos é o nome real do travesti Dimmy Kieer, que participou do Big Brother Brasil 10. É uma bicha puta paga cheia de gonorreia no cu que ajuda a contaminar o mundo com DSTs quase tão nojentas quanto ele próprio. Lembrando que este artigo, assim como o Marcelo Dourado, é totalmente imparcial e livre de preconceito, sem uma única gota de homofobia.
Dicesar nasceu em 2 de janeiro de 1966 no Paraná, mas atualmente reside em São Paulo, onde é gay durante o dia e transformista durante a noite. Quando não está trabalhando fantasiado de Dimmy Kieer, seu verdadeiro "eu", Dicesar adora comer um macarrão bem comprido enquanto ouve músicas de grandes ícones GLS como Ana Carolina, Cazuza e Ivete Sangalo.

Como um quarentão já não consegue mais dar o mesmo luxo e vigor (entenda como quiser) de um adolescente, os trabalhos de Dimmy Kieer vão ficando cada vez mais escassos, e consequentemente Dicesar vai empobrecendo. Desesperado com a falta de grana para comprar maquiagem, ele manda seu videozinho para o Big Brother Brasil. Foi selecionado porque estava caracterizado como Dimmy e Boninho confundiu-o com uma mulher gostosa.

Dentro do programa, Dicesar estava crente de que seria o campeão assim como Jean Wyllys, outro boiola que participou do BBB e venceu, mas desta vez haviam outros coloridos para disputar com ele: Serginho e Morango. Dicesar foi o que durou mais no jogo, mas mesmo assim foi eliminado em 27 de março de 2010.

https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/

Nany People

Nany People nasceu em Machado, Minas Gerais, mas foi criada em Poços de Caldas, onde iniciou sua carreira teatral. Fez curso de extensão universitária de interpretação pela Unicamp e estudou teatro no Teatro Escola Macunaíma. De 1997 a Janeiro de 2003, assinou uma coluna na revista G Magazine e é frequentemente contratada como apresentadora de shows, eventos performáticos, telegramas animados, feiras e convenções.

Na TV, ganhou projeção nacional em 1997, como repórter do programa "Novo Comando da Madrugada", de Goulart de Andrade, na extinta Rede Manchete. Em 1998, atuou na peça "Um Homem é um Homem", com direção de Alexandre Stockler no Teatro Faap, em São Paulo e mais 16 cidades do interior de São Paulo.

Com o fim do programa de Andrade, em 1999, Nany foi repórter do programa "Flash" na Rede Bandeirantes, retornando em 2000 ao "Comando da Madrugada", agora na Rede Gazeta.

Estreou no Programa Hebe fazendo entrevistas e links ao vivo, entre 2001 e 2006. Dali, foi para o banco da praça mais famosa do Brasil, integrando o elenco do "A Praça É Nossa" a partir de 2007 até janeiro de 2008. E retornou em 2009, quando, por muitas vezes atuou ao lado de um dos transformistas mais famosos do Brasil, Rogéria.

Em 2001, participou do filme “Acredite, um espírito baixou em mim”. Nesse mesmo ano, no rádio, participou do Zíper e Pânico ambos na Rádio Jovem Pan 2. A partir de 2002 apresentou junto com Dr. Jairo Bouer o programa "Sexo Oral" na 89 FM por 2 anos e meio.
Compartilhar Google Plus

Postado Por: Derni Oliveira

Apresentador e ator, Opniões são importantes, mas relevantes .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial