Casal gay pede R$ 1,3 milhão de indenização à Ivete Sangalo após agressão em show

Ivete Sangalo (Foto: TV Globo / Reprodução)

O casal Caio Rocha e Daniel Paschoal, que foram espancados no dia 11 de junho no Centro de Tradições Nordestinas (CTN), em São Paulo, durante um show de Ivete Sangalo, vai processar a cantora e a casa de shows.

De acordo com o jornal “O Dia”, o casal pede uma indenização de R$ 1,3 milhão ao CTN e à IS Produções e Eventos, empresa da qual a baiana é proprietária.

O advogado de Caio e Daniel, Ângelo Carbone, ainda pediu R$ 200 mil ao Estado de São Paulo. “As agressões começaram dentro do CTN, durante o show da Ivete, e terminaram lá fora. Eles chegaram a pedir ajuda da polícia militar, que se recusou a protegê-los”, afirmou o profissional.

Na época do ocorrido, a cantora manifestou apoio ao casal. ”É algo deplorável, fiquei muito triste, muito decepcionada”, disse ela, que ainda convidou os dois para a próxima apresentação dela em São Paulo. ”Desta vez, vamos fazer uma coisa mais organizada. Vocês vão assistir do palco, tirar foto. O próximo show em São Paulo, os meninos já estão convidados para curtir comigo e serão protegidos por mim, eu vou estar na frente”, garantiu.

Rocha e Paschoal participaram do programa “Superpop” no dia 15 de junho e conversaram com Ivete, que telefonou para a atração. “É muito ruim você não ter liberdade para ser quem você é. Isso é tão desumano. O público gay me ensina a amar cada vez mais. Admiro a coragem desses meninos, de estarem aí reivindicando os direitos deles”, declarou a artista.

Compartilhar Google Plus

Postado Por: Derni Oliveira

Apresentador e ator, Opniões são importantes, mas relevantes .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial